Goleiro reserva, Thiago entra nos pênaltis, defende uma cobrança e Tropa SG conquista a Copa Betel Automóveis 2022

Após insucesso de Bruno Veneno nas primeiras tentativas, suplente se torna herói do título rubro-negro

Por Luis Rodrigues em 18/08/2022 às 10:46:45

Foto: Alan Cosme

A noite desta quarta-feira (17) foi de muita festa e emoção para o grande público que compareceu no Campo do Valério para acompanhar a grande final da Copa Betel Automóveis 2022. Dentro de campo o que se viu foram alguns ingredientes de que uma grande final precisa. Gramado em boas condições, elencos fortes e com peças que poderiam definir o confronto a qualquer momento, além é claro da velha catimba dos dois lados. Com a bola rolando, Paulinho Mingau colocou a Família Celtics na frente ainda no primeiro tempo e Ronaldo deu o empate para a Tropa do SG na reta final da etapa complementar. Nos pênaltis as equipe mostraram competência e levaram a disputa até a oitava cobrança sem erros, até que Thiago pegou cobrança de Jeffinho e Jota converteu a sua cobrança para dar o título para o SG pelo placar de 8 x 7.

O JOGO

A primeira chegada com perigo foi da Família Celtics. Robinho recebeu na direita e bateu cruzado, Bruno Veneno se esticou e fez a defesa, Negueba afastou o perigo. A Tropa do SG respondeu com Dalvan que pegou sobra de escanteio e finalizou, mas a bola subiu muito e saiu. Aos 12 minutos o Celtics abriu o placar. Robinho cobrou lateral da direita e achou Paulinho Mingau, que pegou de primeira de perna direita e acertou o canto de Bruno Veneno, sem chances para fazer 1 x 0. A Tropa respondeu na sequência e Daniel Vital recebeu passe de escanteio e pegou de perna esquerda, a bola fez a curva e beliscou a junção da trave com o travessão e saiu. No minuto seguinte Jota virou em cima de Jeanzão e bateu prensado, com perigo na pequena área.

No segundo tempo, com a vantagem no placar, o Celtic se fechou e a partida foi disputada praticamente em meia linha, com a Tropa do SG amassando no ataque. Como toda final, o jogo ganhou em nervosismo e o bate boca tradicional e pressão em cima da arbitragem aumentou com o passar do tempo. Já aos 13 minutos, a Tropa do SG chegou ao empate. Em falta da intermediária Ronaldo arriscou direto, o chute rasteiro passou pela barreira e entrou no canto do goleiro Max para deixar o placar em 1 x 1. Com a igualdade no placar, o Celtic finalmente chegou no segundo tempo. Natan bateu forte no canto, Bruno Veneno se esticou todo e espalmou para escanteio. Sem mais chances a decisão do título foi para as penalidades.

OS PÊNALTIS

Na primeira cobrança, Robinho abriu para o Celtic e mandou no alto, na direita de Bruno Veneno e converteu. Pela Tropa do SG, Bruno Veneno foi para a primeira e na sua característica ajoelhou Max e colocou na bochecha da rede. Na segunda do Celtic, Felipe Augusto deslocou Veneno e colocou sua equipe a frente. Pela Tropa, Daniel Vital mandou no canto esquerdo de Max, que acertou o canto mas não chegou. Paulinho Mingau fechou pelo Celtic e deslocou Bruno Veneno para converter. Fechando para a Tropa do SG, João Márcio chamou a responsa e mandou no alto para deixar tudo igual.

Abrindo as alternadas, Natan deslocou Bruno Veneno e colocou o Celtic na frente. Rios foi para a Tropa do SG e também converteu, deslocando o goleiro Max. Na segunda alternada, Guerron foi pra cobrança e deslocou Thiago que entrou no lugar de Veneno. Pela Tropa, Piro deslocou Max e deixou a decisão em 5 x 5. Luis André foi pra batida e com categoria de sempre converteu para o Celtic. Dalvan foi para a Tropa e deslocou Max. Léo cobrou no alto, a bola pegou no ferro da parte de dentro e tocou o chão, lance que gerou confusão, mas o gol foi validado. Ronaldo foi para a Tropa e igualou o marcador.

Jeffinho foi pra cobrança e bateu na direita de Thiago que conseguiu fazer a defesa. Para fechar para a Tropa do SG, Jota deslocou o goleiro Max e garantiu o título para a equipe do bairro São Gonçalo.

Comunicar erro

Comentários

728X90