00:00:00


Entenda o motivo que pode fazer a vaga na Copa do Brasil “cair no colo” do Mixto

FMF deve ter dor de cabeça para indicar o representante do estado a ficar com a quarta vaga, aberta após o título do Cuiabá na Copa Verde

Na noite de ontem (20), o Cuiabá se sagrou campeão da Copa Verde 2019, em vitória na disputa de pênaltis sobre o Paysandu. A conquista irá colocar o “Dourado” nas oitavas de finais da Copa do Brasil. Com isso, a vaga que já estava segura com o título do Estadual 2019 está sobrando, e uma série de confusão no regulamento estadual faz o “Tigre” sonhar com a vaga.

 

Pelas condições normais e coerentes, a vaga deveria ficar com o terceiro colocado do Estadual 2019. Porém, não houve disputa de terceiro, e apesar do união de Rondonópolis ter a melhor campanha geral, o regulamento da competição organizada pela FMF (Federação Mato-Grossense de Futebol) diz em seu artigo 10º, em parágrafo único, que “Em todas as fases as associações começarão com zero (0) pontos”, o que desqualifica o colorado.

 

Sendo assim, o alvinegro entende que a vaga do Estadual, conforme legislação da CBF, deve ser dada ao Luverdense, pois está melhor posicionado no ranking nacional. E a vaga da Copa FMF, que seria do time de Lucas do Rio Verde, ficaria com o time cuiabano, que foi vice-campeão da competição para atletas sub-21.

 

Independentemente de quem fique com a vaga, a Federação Mato-Grossense de Futebol está em maus lençóis, e deverá estar bem amparado juridicamente para não fazer nenhuma bobagem. O erro em relação a 2019 já foi percebido, e para 2020 já confirmou a realização da disputa do terceiro colocado, para não ter margens a pluralidade de interpretações.