00:00:00


Roney isenta a arbitragem de culpa e credita a derrota a saída de Jackson no intervalo: "perdemos intensidade"

Treinador multicampeão da LICB atribui resultado negativo ao baixo rendimento do USA no segundo tempo, e desconversa sobre arbitragem polêmica

Após estrear com derrota no Campeonato da LICB, o técnico Roney de Pinho, atual pentacampeão da "Champions" falou com a reportagem do site A BOLA DA VEZ MT, e avaliou a estreia de seus comandados na competição, além de falar sobre a polêmica arbitragem de Rodrigo Fonseca.

 

Sobre o jogo, Roney afirmou categoricamente que a saída do meia Jackson no intervalo desmoronou seus planos, afinal, o camisa 10 estava tendo uma atuação impecável ao lado de Diego Mau Mau e Julierme. Com a saída do seu "pensador", o treinador viu a intensidade da equipe cair na segunda etapa.

 

"Pra mim a estreia foi regular, e o que decidiu o jogo foi a saída de Jackson no intervalo. Ele machucou, tentei fazer ele voltar, mas ele não aguentava. A equipe perdeu intensidade, e a equipe estava encaixadinha. O cansaço dos jogadores que estavam fazendo a diferença, como Zebal e Julierme, que pediram pra sair, também atrapalhou".

 

Com um elenco de dar inveja a muitas equipes na competição, montada graças ao poderio financeiro do USA/Ararauna, Roney também ressaltou que as substituições realizadas no segundo tempo, não o satisfez. "As mexidas do Novo Horizonte deram resultado, e infelizmente, as substituições que fizemos não trouxe o resultado esperado".

 

Questionado sobre as duras reclamações realizadas pelo presidente Kiko Oliveira, e membros da diretoria da equipe, que protestaram de forma dura contra o árbitro Rodrigo da Fonseca, Roney de Pinho minimizou a culpa do árbitro, e diz acreditar na boa intenção do "dono do apito". "Com relação a arbitragem, o árbitro apitou com a consciência dele, e eu pela experiência que tenho como treinador aqui neste campeonato, prefiro sempre acreditar na consciência dele".